“AL WAQUI’A” (O EVENTO INVEVITÁVEL)

Revelada em Makka; 96 versículos, com exceção dos
versículos 81 e 82, que foram reveladas em Madina.
56ª SURATA
Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.
1 Quando acontecer o evento inevitável(1585)
,
2 –Ninguém poderá negar o seu advento -,
3 Degradante (para uns) e exultante (para outros)(1586)
.
4 Quando a terra for sacudida violentamente,
5 E as montanhas forem desintegradas em átomos,
6 Convertidas em corpúsculos dispersos,
7 Então, sereis divididos em três grupos.
8 O dos que estiverem à direita – E quem são os que
estarão à direita?
9 O dos que estiverem à esquerda – E quem são os que
estarão à esquerda?
10 E o dos primeiros (crentes)(1587)
– E quem são os
primeiros (crentes) ?
11 Estes serão os mais próximos de Deus,
12 Nos jardins do prazer.
13 (Haverá) uma multidão, pertencente ao primeiro grupo.
14 E poucos, pertencentes ao último.
15 Estarão sobre leitos incrustados (com ouro e pedras
preciosas),
16 Reclinados neles, frente a frente,
17 Onde lhes servirão jovens (de frescores) imortais(1588)
.
18 Com taças, jarras, e ânforas, cheias de néctares
(provindos dos mananciais celestes),
19 Que não lhes provocará hemicrania, nem intoxicação.
20 E (também lhes servirão) as frutas de sua predileção,
21 E carne das aves que lhes apetecerem.
22 Em companhia de huris, de cândidos olhares,
23 Semelhantes a pérolas bem guardadas.
24 Em recompensa por tudo quanto houverem feito.
25 Não ouvirão, ali, frivolidades, nem (haverá) qualquer
pestilência,
26 A não ser as palavras: Paz! Paz!
27 E o (grupo) dos que estiverem à direita – E quem são
os que estarão à direita?
28 Passeará entre lotos (com frutos) sobrepostos,
29 E pomares, com árvores frutíferas entrelaçadas(1589)
,
30 E extensa sombra,
31 E água manante,
32 E frutas abundantes,
33 Inesgotáveis, que jamais (lhes) serão proibidas.
34 E estarão sobre leitos elevados.
35 Sabei que criamos(1590)
, para eles, uma (nova) espécie
de criaturas.
36 E as fizemos virgens.
37 Amantíssimas, da mesma idade.
38 Para os que estiverem à direita.
39 (Estes) são uma multidão, pertence ao primeiro grupo.
40 E outra, pertencente ao último.
41 E os que estiverem à esquerda – E quem são os que
estarão à esquerda?
42 Estarão no meio de ventos abrasadores e na água
fervente.
43 E nas trevas da negra fumaça,
44 Sem nada, para refrescar, nem para aprazar.
45 Porque, antes disso, estava na luxúria,
46 E persistiram, em seu supremo pecado.
47 E diziam: Acaso, quando morrermos e formos reduzidos
a pó e ossos, seremos ressuscitados,
48 Ou (o serão) nossos antepassados?
49 Dize-lhes: Em verdade, os primeiros e os últimos.
50 Serão congregados, para o encontro de um dia
conhecido.
51 Logo, sereis vós, ó desviados, desmentidores,
52 Sem dúvida que comereis do fruto do zacum.(1591)
53 Do qual fartareis os vossos estômagos,
54 E, por cima, bebereis água fervente.
55 Bebê-la-eis com a sofreguidão dos sedentos.
56 Tal será a sua hospedagem, no Dia do Juízo!
57 Nós vos criamos. Por que, pois, não credes (na
Ressurreição)?
58 Haveis reparado, acaso, no que ejaculais?
59 Por acaso, criais vós isso, ou somos Nós o Criador?
60 Nós vos decretamos a morte, e jamais seremos
impedidos,
61 De substituir-vos por seres semelhantes, ou
transformar-vos no que ignorais.
62 E, na verdade, conheceis a primeira criação. Por que,
então, não meditais?
63 Haveis reparado, acaso, no que semeais?(1592)
64 Porventura, sois vós os que fazeis germinar, ou somos
Nós o Germinador?
65 Se quiséssemos, converteríamos aquilo em feno e,
então, não cessaríeis de vos assombrar,
66 (Dizendo): Em verdade, estamos em débito,
67 Estamos, em verdade, privados (de colher os nossos
frutos)!
68 Haveis reparado, acaso, na água que bebeis?
69 Sois vós, ou somente somos Nós Quem a faz descer
das nuvens?
70 Se quiséssemos, fá-la-íamos salobra. Por que, pois,
não agradeceis?
71 Haveis reparado, acaso, no fogo que ateais?
72 Fostes vós que criastes a árvore, ou fomos Nós o
Criador?
73 Nós fizemos disso um portento e conforto para os
nômades.
74 Glorifica, pois, o nome do teu Supremo Senhor!
75 Juro, portanto, pela posição dos astros,
76 Porque é um magnífico juramento – se soubésseis!
77 Este é um Alcorão honorabilíssimo,
78 Num Livro bem guardado,
79 Que não tocam, senão os purificados!
80 É uma revelação do Senhor do Universo.
81 – Porventura, desdenhais esta Mensagem?
82 E fizestes disso o vosso sustento, para que o pudésseis
desmentir?
83 Por que, então(1593)
, (não intervis), quando (a alma de
um moribundo) alcança a garganta?
84 E ficais, nesse instante, a olhá-lo.
85 – E Nós, ainda que não Nos vejais, estamos mais perto
dele do que vós –
86 Por que, então, se pensais que em nada dependeis de
Nós,
87 Não lhe devolveis (a alma), se estais certos?
88 Porém, se ele for um dos achegados (a Deus),
89 (Terá) descanso, satisfação e um Jardim de Prazer,
90 Ainda, se for um dos que estão à direita,
91 (Ser-lhe-á dito): Que a paz esteja contigo, da parte dos
que estão à direita!
92 Por outra, se for um dos desmentidores, extraviados,
93 Então terá hospedagem na água fervente,
94 E entrada na fogueira infernal.
95 Sabei que esta é a verdade autêntica.
96 Glorifica, pois, o nome do teu Supremo Senhor!